Top
Descobrir o Japão em Portugal - Vila Viçosa e Évora - Novas Fronteiras Viagens
fade
953
tour-item-template-default,single,single-tour-item,postid-953,mkd-core-1.1.1,mkdf-tours-1.3.1,voyage-ver-1.5,mkdf-smooth-scroll,mkdf-smooth-page-transitions,mkdf-ajax,mkdf-grid-1300,mkdf-blog-installed,mkdf-breadcrumbs-area-enabled,mkdf-header-standard,mkdf-sticky-header-on-scroll-up,mkdf-default-mobile-header,mkdf-sticky-up-mobile-header,mkdf-dropdown-default,mkdf-light-header,mkdf-large-title-text,mkdf-title-with-subtitle,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive
 

Descobrir o Japão em Portugal

Vila Viçosa e Évora
Viagens com especialistas / Descobrir o Japão em Portugal

Descobrir o Japão em Portugal

desde 135€

por pessoa
24 Mar 2018
1 dia
Mín. 15 Pessoas

 

Passeio a Vila Viçosa  e Évora

 

No ano de 1584 quatro jovens nobres japoneses, representantes dos principais senhores cristãos até à data convertidos ao Cristianismo no Japão, desembarcavam em Lisboa numa iniciativa que ficou conhecida por Embaixada Tenshō. Os Jesuítas, os promotores desta viagem que se estendeu por dois anos, procuravam por este meio o encontro de culturas, isto é, mostrar aos Japoneses as maravilhas e a grandeza europeias, e dar a conhecer à Europa um mundo desconhecido igualmente civilizado e evangelicamente promissor.

Passear até Vila Viçosa e Évora transporta-nos ao tempo e às vivências do primeiro encontro prolongado da Europa com o Japão.

Em Vila Viçosa visita-se o Palácio Ducal, sede da corte Bragança e emblema das pretensões legítimas desta família à Coroa após a crise de 1580, onde os meninos japoneses ficaram alojados e se entretiveram com os infantes filhos de D. Catarina de Bragança.

Em Évora revive-se na Sé o concerto de órgão protagonizado pelos jovens japoneses, que assim testemunhavam o sucesso das aprendizagens ocidentais no Japão, e repassa-se o Colégio do Espírito Santo, um dos centros de aprendizagem e de preparação dos missionários jesuítas que partiam em missão.
Num passeio pelo Alentejo, revisita-se a história das relações entre Portugal e o Japão e explora-se os sentidos vários do encontro de culturas.

 

Ver itinerário

Descobrir o Japão em Portugal

desde 135€

por pessoa

Programa

 
  • Comparência pelas 7h20 (Sete Rios – Junto à Porta Principal do Jardim Zoológico) para saída pelas 7h30.
  • Após chegada a Vila Viçosa, visita do Palácio Ducal.
  • Almoço na Pousada Histórica de Vila Viçosa
  • Continuação da viagem para Évora. Visita da cidade com especial destaque para o Colégio do Espirito Santo e o Concerto de Orgão na Sé.
  • Regresso a Lisboa no final do dia.
Ver especialista

Ana Fernandes Pinto

Doutorada em História

Investigadora nas relações históricas entre Portugal e o Japão, é especialista na presença missionária no século XVII no arquipélago nipónico.

Doutorou-se pela FCSH/NOVA, da Universidade Nova de Lisboa, no tema das práticas anticristãs no Japão e as narrativas em torno do martírio na Europa seiscentista.

Leccionou História, Civilização e Cultura do Japão na Universidade Católica de Lisboa e na Faculdade de Letras – Universidade de Lisboa, e cursos de verão na FCSH/NOVA.

Participou em projectos de investigação, publicou artigos em revistas da especialidade. Actualmente dedica-se à divulgação da civilização japonesa, como estratégia de sucesso à experiência negocial no Japão e na sua dimensão histórica e cultural.

 

Ver mapa

Descobrir o Japão em Portugal

desde 135€

por pessoa

Localização

Ver Preços

Descobrir o Japão em Portugal

desde 135€

por pessoa

  • Preço
    Mínimo de 15 participantes
  • Preço por pessoa
    135€

 

O preço inclui

  • Acompanhamento por parte de Ana Fernandes Pinto;
  • Acompanhamento por um elemento de Novas Fronteiras desde Lisboa;
  • Circuito em autocarro de turismo
  • Todas as entradas e visitas conforme programa;
  • Almoço no restaurante da Pousada Histórica de Vila Viçosa;
  • Concerto de Órgão na Sé de Évora;
  • Bebidas às refeições
  • Seguro de assitência em viagem

O preço não inclui

  • Gratificações;
  • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
  • Despesas de carácter particular designados como extras.