Top
Nepal, Tibete e Butão - Novas Fronteiras Viagens
fade
2286
tour-item-template-default,single,single-tour-item,postid-2286,mkd-core-1.1.1,mkdf-tours-1.3.1,voyage-ver-1.5,mkdf-smooth-scroll,mkdf-smooth-page-transitions,mkdf-ajax,mkdf-grid-1300,mkdf-blog-installed,mkdf-breadcrumbs-area-enabled,mkdf-header-standard,mkdf-sticky-header-on-scroll-up,mkdf-default-mobile-header,mkdf-sticky-up-mobile-header,mkdf-dropdown-default,mkdf-light-header,mkdf-large-title-text,mkdf-title-with-subtitle,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive
 

Nepal, Tibete e Butão

Uma aventura pelo Teto do Mundo
Viagens Culturais / Nepal, Tibete e Butão

Nepal, Tibete e Butão

desde 6950€

por pessoa
19 Nov - 04 Dez 2020
16 dias
Mín. 15 Pessoas

Viagem ao Nepal, Tibete e Butão

 

Neste circuito propomos um itinerário excecional, atravessando três magníficos países da cordilheira dos himalaias: Nepal, Tibete e Butão.
Desde a cidade medieval de Katmandu à selva nepalesa em Chitawan, passando depois para o majestoso Tibete, terra natal de Dalai Lama, no coração de paisagens deslumbrantes.
Seguiremos para o Reino do Butão, também conhecido pela Terra da Felicidade, terra de mitos e lendas, berço de um antigo reino que sobrevive conservando as suas origens, modo de vida e cultura muito própria e um misticismo único. Um pequeno país de mosteiros, que se rege pelas leis do budismo, com paisagens impressionantes, desde planícies subtropicais, até às montanhas mais ingremes e vales, alguns deles abrigos de importantes mosteiros, como o caso de Takshang, no vale de Paro.
Nesta viagem propomos uma aventura pelo Teto do Mundo

Ver itinerário

Nepal, Tibete e Butão

desde 6950€

por pessoa

1º dia – 19 Novembro (5ª feira) - LISBOA | DOHA

Comparência no aeroporto de Lisboa pelas 10h55. Formalidades de embarque e partida às 13h55 em voo da Qatar Airways com destino a Doha. Chegada a Doha, mudança de avião e continuação da viagem em voo regular Qatar Airways, com destino a Kathmandu. Noite a bordo.

2º dia – 20 Novembro (6ªfeira) – DOHA | KATHMANDU

Chegada a Kathmandu, encontro com o representante local. Recolha de documentação para obtenção de visto de entrada no Tibete. Transfer ao hotel Hyatt Regency 5****(ou similar). Tempo para descansar da viagem. Almoço no hotel ou restaurante local. Pela tarde, saída para visita a Kathmandu e a Swayambhunath. Regresso ao hotel, jantar e alojamento.

3º dia – 21 Novembro (sábado) – KATHMANDU | POKHARA

Transporte ao aeroporto para voo panorâmico sobre o Monte Evereste.
Pequeno almoço no hotel. Em hora a combinar localmente transporte ao aeroporto de Kathmandu para voo com destino a Pokhara. Transfere e alojamento no hotel Sunshine Resort 4**** (ou similar). Almoço no hotel. Tarde livre para repousar ou desfrutar da paisagem.
Jantar e alojamento no hotel em Pokhara.

4º dia – 22 Novembro (domingo) – POKHARA

De manhã cedo, saída para ver o nascer do sol em Sarangkot (sujeito às condições climáticas).
Sarangkot é local turístico bastante popular de onde se pode apreciar uma magnifica vista do vale de Pokhara e das montanhas. Fica a apenas 5 km de LakeSide e a 1592m de altitude.
Regresso ao hotel e pequeno almoço.
Partida para visita: Templo Bindhyabasini, Seti Gorge, Devi’s fall e   Gupteshwar Gupha.
Templo Bindhyabasini, encontra-se no topo de uma colina, junto à Velha Pokhara.
Acredita-se que o templo Bindhyabasini terá sido fundado no século XVII, sendo dedicado a Durga, uma deusa guerreira que combate os demónios que ameaçam a paz, a prosperidade e o bem.
Devi’s fall, localmente conhecida como Patale Chango (queda do inferno), é uma bonita cascata a cerca de 2 km ao sudoeste do aeroporto Pokhara, na estrada de Siddhartha.
Gupteshwor Gupha, é uma gruta sagrada com quase 3 km de comprimento. Tem algumas salas grandes do tamanho de um hall e algumas passagens às quais apenas se acede de gatas. Esta gruta tem um valor especial para os hindus, pois preserva um símbolo fálico do Deus Shiva tal como foi descoberto.
Almoço no hotel ou em restaurante local.
Ao anoitecer passeio de barco no Lago Phewa.
Jantar e alojamento no hotel em Pokhara.

5º dia – 23 Novembro (2ª feira) – POKHARA | KATHMANDU

Pequeno almoço no hotel.
Em hora a combinar localmente transporte ao aeroporto de Pokhara para voo com destino a Kathmandu.  Chegada e check-in no hotel Hyatt Regency 5****(ou similar).
Almoço no hotel ou restaurante local. De tarde visita a Bhaktapur: Durbar Square e ao Templo Changu Narayan.
Bhaktapur, cidade situada a 14 Km de Kathmandu, foi a capital do Nepal até à segunda metade do século XV.
Durbar Square, praça situada em frente ao palácio real do antigo Reino de Bhaktapur, é considerada Património Mundial pela UNESCO.
Templo Changu Narayan, fez história como um local sagrado desde o século III, embora o atual templo com seu telhado de duas águas em honra ao deus Vishnu tenha sido erguido depois de um incêndio em 1702. Algumas das estátuas contidas no interior do templo datam dos séculos IV a IX.  A arquitetura tradicional nepalesa inclui janelas douradas e quatro portas, cada uma vigiada por dois animais de pedra. Somente os hindus são permitidos dentro do templo principal.
Jantar e alojamento no hotel em Kathmandu.

6º dia – 24 Novembro (3ªfeira) – KATHMANDU |LHASA

Pequeno almoço no hotel. Em hora a combinar localmente transfer ao aeroporto para vôo com destino a Lhasa, durante o qual poderá admirar a fantástica paisagem do Monte Evereste e da cordilheira dos Himalaias.  Após as formalidades alfandegarias, transfer para o hotel St Regis 5****(ou similar). O restante dia é livre. É aconselhável descansar, beber muita água e deixar o corpo adaptar-se à grande altitude a que se encontra Lhasa (3600m acima do nível da água). Poderá passear um pouco em redor do hotel.
Almoço, jantar e estadia no hotel em Lhasa.

7º dia – 25 Novembro (4ªfeira) – LHASA

Pequeno almoço no hotel. Durante a manhã saída para visitas aos Mosteiros de Drepung e Sera.
Almoço na cidade ou no hotel. Regresso ao hotel ao final do dia. Jantar e alojamento no hotel em Lhasa.

8º dia – 26 Novembro (5ªfeira) – LHASA

Pequeno almoço no hotel. Saída para visita ao Templo de Jokhang, a Barkhor e á parte antiga da cidade.
Almoço em restaurante ou hotel.
Ao final da tarde regresso ao hotel para jantar e alojamento.

9º dia – 27 Novembro (6ªfeira) – LHASA

Pequeno almoço no hotel. Saída para visita ao Lago Yamdrok.
Almoço em restaurante ou hotel.
Ao final da tarde regresso ao hotel para jantar e alojamento.

10º dia – 28 Novembro (sábado) – LHASA | KATHMANDU

Pequeno almoço no hotel. Em hora a combinar localmente transfer ao aeroporto para embarque em voo com destino a Kathmandu. Após a chegada, encontro com o nosso assistente e transfer para o hotel Hyatt Regency 5****(ou similar). Almoço no restaurante do hotel ou na cidade.
Pela tarde visita a Pashupatinath e a Boudhanath.
Mais tarde visita a Patan Durbar Square - uma das cidades historicamente mais importantes do vale de Kathmandu. É conhecido como o centro de belas artes e pelo excelente artesanato de seus artesãos. Essencialmente uma cidade budista, inscrições históricas estabelecem Patan como uma importante cidade desde tempos remotos (diz-se que foi fundada pelo imperador. Ashoka no século 3 aC, embora não haja provas históricas). Jantar e alojamento no hotel em Kathmandu. Jantar e alojamento no hotel.

11º dia – 29 Novembro (domingo) – KATHMANDU | PARO | THIMPU

Pequeno almoço no hotel. Transfer ao aeroporto para voo com destino a Paro.
O voo para Paro é um dos mais espetaculares de todos os Himalaias. Voando a partir de Kathmandu, a viagem oferece vistas fascinantes e uma emocionante descida ao Reino do Butão.
O primeiro presente que receberá do Butão será o ar fresco e limpo da montanha. Após as formalidades de imigração e recolha de bagagem, encontro com o nosso representante local. Saída por estrada para  Thimphu, a capital do Butão.
Chegada a Thimphu, e check-in no hotel Le Meridien 5***** (ou similar). A cidade capital do Butão é o centro do governo, religião e comércio. Thimphu é uma cidade única com uma mistura incomum de desenvolvimento moderno ao lado de antigas tradições. Com uma população de cerca de 90.000 pessoas, talvez ainda seja a única capital do mundo sem um semáforo.
Almoço em restaurante do hotel ou na cidade.
Noite de caminhada pela rua principal de Thimphu e área de mercado.
Jantar e alojamento no hotel em Thimphu.

12º dia – 30 Novembro (2ª feira) – THIMPU

Pequeno almoço no hotel.
Pela manhã pequeno percurso até Pangri Zampa, do século XVI, um dos mais antigos mosteiros no Butão localizado a norte de Thimphu. Aqui encontramos uma escola monástica onde os estudantes budistas aprendem o Lamaism e a astrologia baseados na filosofia budista.
Mais tarde, prosseguimos a nossa visita às principais atrações da cidade, que inclui:
Museu Têxtil: vale a pena uma visita para conhecer a arte nacional da tecelagem. Exposições introduzem as principais técnicas de tecelagem, estilos de vestuário local e têxteis feitos por mulheres e homens.
Biblioteca Nacional: A história do Butão está impressa em textos arcaicos, que são preservados na Biblioteca Nacional. Além de milhares de manuscritos e textos antigos, a biblioteca também possui livros académicos modernos e blocos de impressão para bandeiras de oração.
Instituto de Zorig Chusum: mais conhecido como Escola de Artes e Ofícios ou Escola de Pintura, o Instituto oferece um curso de seis anos sobre as 13 artes e ofícios tradicionais do Butão.
Museu do Butão: O museu recentemente inaugurado retrata a antiga arquitetura butanesa que vai sendo perdida a favor da modernidade. A singularidade da estrutura está na composição dos materiais utilizados. A estrutura é construída reutilizando antigas estruturas de madeira, janelas e portas e outros objetos de casas tradicionais e antigas que, entretanto, foram demolidas. A melhor parte deste museu é a representação dos antigos estilos de vida do povo butanês.
Almoço em restaurante de hotel ou na cidade.
Memorial Chorten: O stupa construído na memória do terceiro rei do Butão, Sua Majestade, o rei Jigme Dorji Wangchuk, que é popularmente considerado o pai do moderno Butão. As pinturas e estátuas dentro do monumento dão-nos uma visão profunda da filosofia budista.
Ponto de Buda (Kuensel Phodrang). Localizado a uma curta distância de carro do centro da cidade de Thimphu, os visitantes podem ter uma boa visão geral do vale de Thimphu a partir do ponto de Buda (Kuensel Phodrang). Ofereça as orações ao Buda, a maior estátua do país e, em seguida, caminhe e observe o vale em seu redor. Magnifico!
Conclua o passeio do dia com uma visita de Trashichhoedzong, "fortaleza da religião gloriosa". Este é o centro do governo e da religião, local da sala do trono do monarca e sede de Je Khenpo ou Abade Chefe. Construído em 1641 pelo unificador político e religioso do Butão, Shabdrung Ngawang Namgyal, foi reconstruído em 1960, de maneira tradicional do Butão, sem pregos ou projetos arquitetónicos.
De regresso ao hotel, jantar e alojamento.

13º dia – 01 Dezembro (3ª feira) –THIMPU | PARO

Pequeno almoço no hotel. Viagem até Paro, em caminho paragem no Mosteiro de Tachogang.  Tachog ou Tachogang lhakhang está localizado ao longo da estrada Paro-Thimpu, logo após a vila de Isuna e antes de Chhuzom, na base da montanha sobre o rio Pa Chu. Foi construído no início do século XV pelo grande arquiteto e Yogi Thangtong Gyalpo (1385-1464), que também construiu o Dungtse Lhakang em Paro e muitas pontes entre o Butão e o Tibete. Tachogang significa "Templo da Colina do Excelente Cavalo". É dito que enquanto Thangtong Gyalpo meditava nesta zona, ele teve uma visão do cavalo espiritual Balaha - uma emanação de Avlokiteshvara. Então ele decidiu construir um templo neste local, além de uma das suas famosas pontes de ferro, posteriormente levadas pela inundação em 1969. Uma ponte de estilo tradicional com correntes de ferro foi restaurada em 2005. O templo é administrado pelo descendente de Thangtong Gyalpo. Mais adiante, visite Simtokha Dzong, uma das mais antigas fortalezas do país e conhecida como o lugar do profundo ensino tântrico. Este dzong agora abriga uma escola para o estudo da língua Dzongkha.
Chegada a Paro e alojamento no hotel Le Meridien 5***** (ou similar)
Almoço em restaurante de hotel ou na cidade
Continuação para Rinpung Dzong, que significa ("fortaleza do monte de jóias"), que tem uma história longa e fascinante. Ao longo das galerias de madeira que revestem o pátio interno, há belas pinturas de parede que ilustram as tradições budistas, como os quatro amigos, o velho homem de vida longa, a roda da vida, e cenas da vida de Milarepa, o Monte Sumeru e outras mandalas cósmicas.
Tshechus são as principais festas religiosas do Butão, celebradas em homenagem a São Padmasambhava, também conhecido como "Guru Rinpoche" no reino da montanha. Durante Tshechus, as danças são realizadas por monges e leigos. Paros Tshechu – 4 a 8 de abril 2020.
As danças do festival são conhecidas como Cham e são realizadas para abençoar os espectadores, ensinar-lhes o dharma budista, protegê-los do infortúnio e exorcizar todo o mal; os dançarinos que assumem os aspectos de divindades, heróis, demónios e animais irados e compassivos para fazer isso. Zhabdrung Ngawang Namgyal e Pema Lingpa foram figuras principais que compuseram muitas das danças. Acredita-se que o mérito é obtido ao participar deste festival religioso. As danças invocam as divindades para acabar com as desgraças, aumentar a sorte e conceder desejos pessoais. Os espectadores raramente deixam de notar os Atsaras ou palhaços que se movem através da multidão imitando os dançarinos e realizando rotinas cómicas em sua máscara com longos narizes vermelhos. Um grupo de senhoras executam danças tradicionais butanesas durante os intervalos entre danças de máscaras.
Jantar e alojamento no hotel em Paro.

14º dia – 02 Dezembro (4ª feira) – PARO

Após o pequeno almoço, excursão ao Mosteiro Taktshang (aprox. 5 horas de ida e volta): É um dos mais famosos mosteiros do Butão, situado ao lado de um penhasco, 900 m acima do nível do vale de Paro. Diz-se que Guru Rinpoche chegou aqui nas costas de um tigre e meditou neste mosteiro e por isso é chamado de 'Ninho de Tigre'. Este local foi reconhecido como um local sagrado e visitado por Shabdrung Ngawang Namgyal em 1646 e agora visitado por todos os butaneses pelo menos uma vez na vida. Em 19 de abril de 1998, um incêndio danificou seriamente a estrutura principal do edifício, mas agora esta jóia butanesa foi restaurada ao seu esplendor original.
Almoço em restaurante do hotel ou na cidade
Resto de dia livre para repousar ou desfrutar da paisagem.
Jantar e alojamento no hotel em Paro.

15º dia – 03 Dezembro (5ª feira) – PARO | KATHMANDU | DOHA

Pequeno almoço no hotel. Em hora a combinar localmente transfer ao aeroporto para formalidades de embarque em voo com destino a Kathmandu. À chegada, assistência e visita ao templo de Bhudhanilkantha.
Almoço em restaurante de hotel ou na cidade. Resto da tarde livre para atividades de carater pessoal.
Em hora a combinar, transfer ao aeroporto. Formalidades de embarque em voo Qatar Airways com destino a Doha. Saída pelas 20h35. Chegada prevista a Doha às 23h45.

16º dia – 04 Dezembro (6ª feira) – DOHA | LISBOA

Transito para voo com destino a Lisboa. Saída de Doha às 01h35. Chegada prevista a Lisboa às 06h40.
Fim da viagem.

NOTA IMPORTANTE:
Os voos internos podem sofrer alterações devido a alterações climatéricas
Ver Mapa

Nepal, Tibete e Butão

desde 6950€

por pessoa

Localização

Ver Galeria

Nepal, Tibete e Butão

desde 6950€

por pessoa

 

  • Preços por pessoa
    Mínimo 15 participantes
  • Em quarto duplo
    6.950€
  • Suplemento quarto individual
    1.290€

O preço inclui

  • Passagem aérea em classe económica em voo regular da Qatar Airways, para percurso Lisboa / Doha / Kathmandu/ Doha/ Lisboa, com direito ao transporte de 23 kgs de bagagem;
  • Voos internos: Kathmandu / Pokhara / Kathmandu, Kathmandu / Lhasa / Kathmandu, Kathmandu / Paro / Kathmandu;
  • Acompanhamento por responsável Novas Fronteiras durante todo o circuito;
  • 14 noites de alojamento;
  • Pensão completa em hotel ou restaurantes locais (14 almoços e 14 jantares);
  • Entradas conforme programa;
  • Tours em minibus de turismo com Ar condicionado exceto no Butão que não tem Ar Condicionado;
  • 1 bilha de oxigénio no autocarro (Tibete);
  • Guia locais de expressão Espanhola;
  • Taxas hoteleiras, serviços e IVA;
  • Taxas de aeroporto, segurança e combustível no valor aprox. 88€ à data de 31/03/2020 (a reconfirmar e atualizar na altura da emissão dos bilhetes);
  • Seguro Multiviagens VIP;
  • Vistos (Nepal, Tibete, Butão)

    O preço não inclui

    • Extras de caráter particular;
    • Bebidas;
    • Tudo o que não estiver mencionado como incluído;
    • Gratificações;